Jogador amador no Amapá, irmão de Ganso sonha em ser profissional

Nascido na cidade de Laranjal do Jari – a cerca de 260 quilômetros de Macapá, no Amapá – Jonnathan Caldeira de Freitas, de 21 anos, seria somente mais um jogador de futebol que tenta a sorte nos campeonatos amadores disputados por lá. Não fosse um detalhe: o jovem é meio irmão do meia Paulo Henrique Ganso, do São Paulo. Ele é filho de Amarildo da Silva Chagas, pai biológico de um dos atletas mais caros do futebol brasileiro.

Jonnathan já recebeu alguns apelidos em virtude do parentesco com Ganso, como ‘Marrequinho’, ‘Gansinho’ e ‘Patinho’, mas diz não se incomodar. Em relação ao irmão, o jovem afirma que só teve contato pessoalmente com o são-paulino duas vezes, quando ele ainda atuava no Santos e não se importa com a situação.

– Sei que vou levar isso comigo para o resto da minha vida, o laço sanguíneo, mas não tenho nenhum contato com ele. Tive a oportunidade de conversar com o Ganso apenas duas vezes, daí nunca mais voltamos a nos falar. A distância, os compromissos dele, talvez seja um dos grandes problemas – afirma Jonnathan.

O garoto amapaense chegou a atuar nas categorias de base de clubes do interior de São Paulo, a exemplo do Independente, de Limeira e em clubes do Pará (Paysandu e São Raimundo), e do Amapá (São José). E o talento para o futebol parece ser genético. Amarildo, pai de Jonnathan e Ganso, é ex-jogador do Clube do Remo, do qual vestiu a camisa nos anos de 1988 e 1989.

Atualmente, Jonnathan, o filho anônimo, disputa o Campeonato Intermunicipal pela seleção de Santana e a Copa do Mundo Marcílio Dias pela Inglaterra, duas competições do futebol amador amapaense. Ele ainda sonha em traçar o mesmo caminho do irmão, mas lamenta as poucas oportunidades que tem e ressalta que pretende seguir os próprios passos.

– Não espero ser igual ao Ganso, mas as cobranças sempre existem, pois é um grande jogador. Nem pretendo me aproveitar disso. Quero fazer por mim e conquistar o meu espaço. Meu pai me influenciou e incentivou muito e espero um dia poder corresponder à aposta dele. Não preciso provar nada ao meu irmão, vou continuar fazendo a minha parte – relata.

Em campo, o camisa 11 do Santana possui poucas semelhanças com o irmão famoso. Também é um meio-campista ofensivo e tem lançamentos precisos a longas distâncias, mas os estilos de jogo parecidos param por aí. Enquanto Ganso é canhoto, Jonnathan é destro. Em relação à aproximação com Paulo Henrique, o garoto é enfático.

– Vai depender dele. Não tivemos oportunidade de conversar por muito tempo e a gente se tratava sempre como primos, já que ele foi criado pela minha tia. Não sei o que poderia acontecer e prefiro ficar na minha e se houver interesse dele também, não vejo problema em poder conversarmos – diz o jovem.

Por enquanto Jonnathan, o irmão do Ganso, prefere voltar as atenções para as competições que disputa no Amapá, sonhando um dia também vencer como jogador de futebol.